Careca: 35 anos dedicados ao futsal

Goleiro teve passagens por equipes do RJ, SC e RS.

Sidonio Campistano de Oliveira, o Careca é mais um dos Personagens da Bola, homenageados pelo La Pelota. Uma linda trajetória construída no futsal do Rio de Janeiro (atuou nos quatro grandes do estado), Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Vários clubes nestes mais de 35 anos dedicados a modalidade.

Com sua experiência e visão de jogo, Careca é um líder dentro de quadra, sempre orientando posicionamento e outras situações de jogo. Outra grande virtude: o respeito para com companheiros, adversários e arbitragem.

SIDONIO

O nome foi dado pelo seu pai, em homenagem ao General Sidónio Pais, militar e político de Portugal, inclusive ex-presidente da República de Portugal.

Meu pai queria que eu fizesse o alistamento no exército. Na época eu jogava no Flamengo, e lá já tinha um formulário que automaticamente pedia dispensa. Por isso acabei não indo.

O APELIDO CARECA

Convenhamos que Sidônio não seria um nome fácil do pessoal falar e gravar, imagine a dificuldade de um narrador ecoar: “Defende Sidonio”. Pois então, eis que ainda nos tempo de criança, surge o apelido Careca e não é por ele ser calvo, aliás muito longe disso.

Quando comecei no pré mirim entrei jogando na linha e na época o jogador em alta era o Careca, o centroavante. E era mais fácil de lembrar do que sidônio (risos). Só depois que faltou um goleiro, aí fui para o gol e não saí mais. Como não tinha habilidade, eu pegava na bola e quase não passava, tirava pro lado e chutava, comentou Careca ao La Pelota.

Atacante Careca, razão do apelido
O INÍCIO         

Natural do Rio de Janeiro, Careca iniciou sua jornada no futsal, no ano de 1984, na categoria pré mirim do GTC (Grajaú Tênis Clube), clube de bairro muito conhecido da zona norte do Rio de Janeiro. Nesta equipe, atuou até chegar na categoria adulto.

Na categoria juvenil foi bicampeão carioca e vice campeão brasileiro. Em seu primeiro ano no futsal adulto, foi campeão em cima do poderoso Flamengo. O famoso Sérgio Sapo (carrasco do mundial da Perdigão em 1987) e Gilberto atuavam junto na equipe. Aliás nesta equipe Sérgio Sapo “pendurou os tênis” aos 37 anos de idade. No ano seguinte, o clube disputou suas últimas competições e acabou fechando.

FOTO COM O REI PELÉ

Este é o sonho de muitos e Careca conseguiu.

Na época, o Pelé promoveu um torneio com vários clubes e escolinhas. Neste torneio defendi o Super Bola, clube vinculado ao América. Todos jogavam salão e eram direcionados ao futebol de campo.

Na adolescência, foto marcante com o REI PELÉ
GRANDES DO RIO

Após esta passagem, Careca foi defender as “equipes de tradição” do Rio de Janeiro. Em 1997 e 1999 defendeu as cores do Flamengo. Em 1998, defendeu o Fluminense, o tricolor das Laranjeiras. Em 2000 e 2001, defendeu o América – RJ, nesta equipe jogou com Robertinho, ex-seleção de Beach Soccer. Recentemente, o goleiro Careca defendeu o Botafogo (RJ), no ano de 2017.

SANTA CATARINA

Em 2001, chegou ao estado de Santa Catarina, para atuar no Seara. Em 2002, foi transferido para São Ludgero que havia sido campeão estadual da 1ª Divisão.

De 2003 à 2006, defendeu Chapecó. Na temporada 2005 e 2006 disputou a Liga Nacional de Futsal.

Em Chapecó no ano de 2005, disputou a Liga Nacional de Futsal

Em 2007, foi a vez defender Xanxerê. Em 2008, transferiu-se para o Rio Grande do Sul, onde disputou o Estadual Série Ouro pela equipe do Cerro Largo. Em 2009 defendeu as cores de Xaxim.

VIDEIRA

Em Videira, Careca chegou no ano de 2011, logo após ter sido vice campeão Carioca de ShowBol. Já em seu primeiro ano, ficou com o vice campeonato do Estadual da 1ª Divisão. No ano seguinte, viria a grande conquista, porém Careca, infelizmente sofreu com série lesão no joelho naquele ano e acompanhou a equipe do banco de reservas.

Campeão Estadual de Futsal da 1ª Divisão, em 2012, com a ADV

Em 2017, disputou a Taça Brasil de Clubes pelo Botafogo do Rio de Janeiro. Em 2019, completou 35 anos de futsal.

Em Videira, formou-se em Direito, e atualmente trabalha na Prefeitura Municipal de Videira, no setor de Vigilância Sanitária.

SHOWBOLL 

Vice campeão carioca com o América (RJ), ao perder a final para o Flamengo.

COMPANHEIROS DE TIME

Careca jogou junto com ilustres jogadores, podemos destacar: Gilberto (lateral que foi da seleção brasileira), Mauricio Souza (atualmente treinador de base do Flamengo). No América RJ atuou com o Robertinho (goleiro da seleção brasileira de Beach Soccer), Eca (Joinville), Júlio Cesar, entre outros. Foi também comandado por Paulo Mussalém (no juvenil e na base).

ADVERSÁRIOS

Careca jogou contra inúmeros jogadores de renome no salonismo catarinense e mundial. Pelo Brasileiro de Seleções defendendo o Rio de Janeiro jogou contra Manoel Tobias, por exemplo. Enfrentou equipes como Sumov, Banfort, GM de São Paulo, Enxuta do Rio Grande do Sul.

Quando defendia o América do Rio de Janeiro, tive a grata satisfação de enfrentar o Vasco da Gama, aquele timaço, campeão da Liga Nacional de Futsal de 2000.

VEJA TAMBÉM
COMENTÁRIOS
Carregando