Videirense com recorde sulamericano no salto com varas

Recorde durou anos; foi quebrado apenas em 2007

Videira é conhecida pela sua rica história no futsal, futebol de campo, judô e bolão feminino, mas foi no atletismo que a cidade foi representada em uma olimpíada por alguém nascido aqui.

Na década de 50, um casal de imigrantes tchecos veio morar aqui. Logo se integraram a comunidade e Lobumir Hintnaus começou a jogar como goleiro da Associação Atlética Videirense. Em 15 de fevereiro de 1958 ele e sua mulher, Marianne, tiveram um filho, que foi batizado Tomas Valdemar Hintnaus. Dois anos mais tarde a família mudou-se para San Antonio, nos Estados Unidos.

Lá o garoto cresceu, começou a praticar esportes e se destacou no salto com varas e ingressou na equipe olímpica americana. Porém, com o boicote americano às Olimpíadas de Moscou em 1980, ele naturalizou-se brasileiro e começou a competir pela terrinha.

Nas Olimpíadas de 1984, em Los Angeles ele competiu pelo Brasil. No ano seguinte, no Meeting de Zurique, ele quebrou o recorde brasileiro e sulamericano do salto com varas, ao atingir a marca de 5,76 metros. A marca durou 22 anos, uma das mais longevas do esporte tupiniquim, e foi quebrada em 2007, por Fabio Gomes, que atingiu 5,77 metros.

Tom se tornou famoso nos Estados Unidos como modelo, sendo garoto-propaganda das cuecas Calvin Klein por muitos anos. Ele também se tornou ator, mas não conseguiu notoriedade, conseguindo participações apenas em filmes tipo “B”.

Texto: Boteco do Pardal

VEJA TAMBÉM
COMENTÁRIOS
Carregando