Anos 90: O fim de uma era

Perdigão de Videira conquistou inúmeros títulos

A Perdigão conquistou quase tudo no futsal entre 1984 a 1991 – faltou apenas o Mundial de Clubes, mas no esporte, tudo tem seu ciclo, e o da Perdigão, no início dos anos 90.

No dia 05 de dezembro de 1991, o Jornal A Notícia, na Coluna Informal (Maceió), falava sobre o fim do patrocínio da empresa, que acontecerá no dia anterior.

A Perdigão de Videira desativou ontem pela manhã (04/12/1991), sua equipe de futebol de salão, recordista de títulos no salonismo brasileiro. O diretor de esportes da empresa Francisco Paulo Ugolini, informou que a decisão se deu as altas cifras que os jogadores vinham solicitando para renovar contrato, a maioria exigindo conversão em dólares. O futebol de salão perde importantes divisas com a desativação da Perdigão, sem que caiba a imprensa discutir decisões que só dizem respeito ao empregador.

No final da matéria volta a falar do time que marcou época

O salonismo catarinense perde sua grande locomotiva, o time que encantou multidões, seus super craques, e o que é pior: o esporte, como produto mercadológico, acaba perdendo sua visibilidade.

A equipe ainda tentaria um retorno, em 1993, terminando na terceira colocação da 1ª Divisão e garantindo acesso para a Especial do ano seguinte, porém os raros craques que restaram estavam envelhecidos e a garotada que surgia não era suficiente, apesar da torcida ter a mesma empolgação de antes.

O que faltava, para aquela volta ser pra valer era o investimento, que nunca mais foi o mesmo, e que convenhamos, provavelmente jamais o será.

ORDEM CRONOLÓGICA DA PERDIGÃO FUTSAL

1984 a 1991 – Auge da equipe, colecionando inúmeros títulos

1992 – Sem time, em competições

1993 – Disputou Estadual da 1ª Divisão, com uma equipe mais caseira, trouxeram o reforço de Paulinho Catanduvas e Jackson (já aposentado).

1995 – Último ano da equipe

Possivelmente a última formação da Perdigão, em 1995
Revista Placar 1986

VOCÊ SABIA?

A Perdigão de Videira foi o primeiro time profissional de futebol de salão. Logo depois, veio a Bradesco do Rio de Janeiro. Pra se ter uma ideia, no primeiro título mundial do Brasil, em 1982, os jogadores eram amadores (todos tinham outra profissão).

VEJA TAMBÉM
COMENTÁRIOS
Carregando