Nos caminhos da bola: Normélio Cruz

Um dos maiores jogadores da história do futebol de Fraiburgo

Normélio Gilmar da Cruz, o Normélio, é citado por vários desportistas, como um dos grandes, se não o maior, jogador de futebol da história de Fraiburgo.

Filho de Orlando e Bernardina, ambos professores. Uma família de dez irmãos (cinco homens e cinco mulheres, dava um time de futsal pra cada lado), que por anos residiram na localidade de Canhada Funda, até se mudaram para a cidade. As irmãs inclusive, chegaram a jogar em São Bento do Sul, mostrando também o potencial feminino da família desportista.

Com apenas doze anos de idade Normélio, foi destaque de um Torneio da Sede Sapientiae, em Fraiburgo. Com 14 anos, foi campeão do Juvenil (Campo do Macieirão, ainda era de terra, pra se ter uma ideia). Depois passou pelos treinamentos, pela quadra da Matriz, Trombini, FAC e por aí segue a listagem.

Sempre com muito preparo físico e entrega em campo, Normélio desfilou seu talento pelos campos de Fraiburgo, região e também do estado. Quando jovem, serviu o exército, onde praticamente só corria (treinava). Segundo relatos do próprio, perdeu por milésimos de segundos, uma competição de Triatlhon, para o tricampeão mundial Sargento Giacomo.

Normélio, com a camisa número 8. Equipe da Renar de 1997, um ano antes, do surgimento do CAF/Fraiburgo. NA AERPA/Trombini Normélio, faturou inúmeros títulos

Quando esteve em Blumenau (por idos de 1986) sob o comando do técnico Acosta, Normélio chegou a por exemplo jogar contra o Flamengo, de Zico, Adílio, Andrade e companhia.

Histórico do confronto: Blumenau x Flamengo RJ. Em 1987, o BEC foi campeão Estadual da Série B.

Infelizmente, por estas ironias do destino, em um treinamento, sofreu uma grave lesão no joelho, que acabou prejudicando e muito sua sequência na carreira profissional.

Voltando a região, iniciou seu tratamento de recuperação com um profissional da Perdigão Futsal de Videira, que era uma potência na época. Devido a qualidade do tratamento, acabou retornando aos gramados, onde por cinco anos, defendeu o Ipiranga de Tangará, também no profissional, e na melhor temporada da equipe tangaraense, quase, juntamente com toda a equipe subiu para a 1ª divisão do Catarinense.

Normélio fez parte do FAC, primeiro time profissional de Fraiburgo

Normélio foi, sem dúvidas, um dos melhores jogadores da história do futebol fraiburguense. Atuou como meia direita e também zagueiro, sempre esbanjando talento e um físico invejável. Como já citado acima, teve passagens no profissional, onde atuou no BEC de Blumenau, como zagueiro central. Jogou também nos áureos tempos do Ipiranga (Tangará) na 2ª divisão e da Renar (Fraiburgo), campeã do polêmico Estadual de Amadores de 1985.

Renar – Campeã do Estadual de Amadores de 1985. Muita polêmica e títulos apenas nos tribunais.
CURIOSIDADE: Rivalidade em família

Em certos anos, em Fraiburgo, a rivalidade era entre Renar e AERPA/Trombini, que chegou até mesmo de dividir os irmãos, é claro, que em campo, fora dele, jamais. De um lado Pedro e Normélio, que defendiam a Renar e do outro Noel e Moacir Pipoca que defendiam a AERPA. Sem contar, com a família que ia para a torcida, com o coração dividido.

De fato, o futebol na Família Cruz, corre nos sangues.

1974 – Normélio, a primeira criança em pé, da direita para a esquerda
Normélio e Noel

Nome de dupla sertaneja, mas que acabaram brilhando mesmo, nos gramados. Mas se te contar que também são bons como cantores. Pipoca, também se arrisca como vocalista. Músicas de viola, aquelas das antigas mesmo, o sertanejo raiz, é com Normélio.

  • Curiosidade: Seu irmão, Noel chegou a receber sondagens para ir ao Figueirense. Em Fraiburgo, iniciou no Cruzeirinho.
VEJA TAMBÉM
COMENTÁRIOS
Carregando