Corpo, nos caminhos da bola

O fraiburguense é figura conhecida nos campos e quadras da região


Se falar, Carlos Alexandre Guedes, poucos irão conhecer. Mas se citarmos ‘Corpo’ aí facilita e muito a identificação: figura conhecidíssima do esporte fraiburguense e é claro, dos campos e quadras da região.

No futebol, caracteriza-se por ser um volante de marcação, de muita raça e liderança, por isso, em muitas equipes foi escolhido pelo técnico como capitão. Em outras palavras, Corpo é o típico primeiro volante raíz,. Clássico, marcador, volante de contenção, um cão de guarda da defesa.

Corpo na marcação de Mazico, em jogo da Copa Regional dos Campeões.
Corpo, em 1997, o quarto em pé, com a camisa de número 8, defendendo Fraiburgo.
O Apelido

Fosse com sol, ou com chuva, Corpo e ‘Os Goes’ jogavam futebol em um campinho de terra no Bairro São Miguel, em Fraiburgo.

Carlos caia e sujava-se todo de barro. Délcio Goes o chamou de “corpo de cobra”, mas acabou que as pessoas chamavam só de “Corpo”. E não é que o apelido pegou; Carlos tem inclusive tatuagem com a escrita “Corpo”, em um de seus braços.

Corpo foi campeão estadual do Moleque Bom de Bola, defendendo Fraiburgo, em 1996, enfrentando Antônio Carlos.  A final foi debaixo de muita chuva, no Estádio Municipal de Canoinhas.

Flamenguista, pagodeiro, professor de Educação Física graduado, coordenador do projeto de futsal, com filhos de funcionários da Associação Recreativa Trombini, são algumas de suas atribuições, sejam elas, profissionais ou de cunho recreativo.

Corpo é professor na ART Trombini

Vários títulos no futebol de campo e também no futsal. Jogou na Transcoelho, Aço Metais, ART Trombini, Fraiburgo Esporte Clube, entre outros. Foi bicampeão do Futebol do Interior de Videira, com o São Brás, em 2005 e 2006, campeão do Regional de Futsal da Oliza, incontáveis títulos de futebol, futsal e futebol suíço, em Fraiburgo, sua terra natal.

Campeão da Copa Castrans de Torcida, em Fraiburgo, atuando pelo Flamengo, seu time do coração
Corpo, em ação na Copa Regional dos Campeões
Campeão Regional da Oliza, com o Aço Metais
Curiosidades
  • Desde cedo, já tinha barba;
  • É natural de Caçador, mas sempre residiu em Fraiburgo;
  • Em 2007, foi artillheiro da 1ª e única edição da Taça Rede do Bem de Futsal. Videira foi o campeão e Fraiburgo ficou com o vice;
  • Tem paixão platônica, por camisas de time de futebol. No total possui 97, claro que a maioria delas do Flamengo.
Algumas das camisas de time

Carlos Alexandre Guedes chamados por todos que o conhecem de ‘Corpo’ e por mim na maioria das vezes de ‘Guedes’ e por seus familiares de ‘Carlos’. Pessoa de grande caráter, humildade e dignidade. O conheci a 18 anos, uma das grandes amizades que o esporte nos proporciona, sempre esteve presente nos eventos esportivos e sociais realizados pela Associação Recreativa Trombini, trabalhando voluntariamente e com muito prazer e dedicação. Também faz parte da atual diretoria da equipe ADRC Fraiburgo que representa o município no Estadual sub 20 e na Copa Santa Catarina, antes da pandemia também era professor voluntário das escolinhas de futsal da ADRC com crianças de 5 a 12 anos, comentou Silvio Muniz, ao La Pelota

Família

Filho de Israel e Irene Guedes, tem duas irmãs Patrícia e Daniela. Casado com Cristiane, pai de Rafaela

Mais fotos no facebook e Instagram do La Pelota!

VEJA TAMBÉM
COMENTÁRIOS
Carregando