Corrida de cavalos, em Iomerê

Quem lembra?


A pista para corrida de cavalos (Hipódromo Linha Reta), em Iomerê, mantida por Romualdo ‘Bagaço’ Dalpizzol por muitos anos, está desativada; mas já foi palco de grandes corridas/carreiras e levava centenas de pessoas para acompanhar e também logicamente atraia o interesse dos fanáticos apostadores, na década de 80 e 90.

O espaço ficava próximo ao Ginásio Municipal de Esportes, sentido saída para o município de Pinheiro Preto. Existiam quadro raias, de 500 metros, porém as corridas frequentemente eram na distância dos 400 metros.

Corridas incríveis de cavalo foram disputadas neste local. O Bagaço na época tinha os melhores cavalos da região. Recordo dele comentando” Gurrrrri, do céu, corremos, corremos, cabeça com cabeça, no fim perdemos”. Eu na época, vendia cenoura para alimentar os cavalos, comentou Milson Oltramari ao La Pelota

Foto: Divulgação Internet

Cavalos de Pato Branco, Palmas, Clevelândia, Rio do Sul, Curitibanos, Lages, Rio das Antas (Bodanesse) entre outros, vinham para Iomerê para disputar as corridas, na cancha linha reta. Joanin Fabris, Sérgio Marafon, José Volpato, Seu Ferrari de Iomerê, e também a Família Perreti (Vitinho e Piero), eram grandes incentivadores da modalidade e que também logicamente gostavam da ‘lida’ ou então especificamente das ‘apostas’ com cavalos, ou seja, eram frequentadores e apoiadores assíduos.

  • O apelido ‘Bagaço’ foi adquirido na infância, quando auxiliava a família na confecção de vinhos artesanalmente.
  • Bagaço atuou por anos de lateral na Associação Atlética Videirense de Futebol. Na bocha, também colecionou importantes conquistas.
VEJA TAMBÉM
COMENTÁRIOS
Carregando