O ‘saudoso’ campeonato do interior de Videira

Muitas confusões, mas também tempos de bom futebol


Os campeonatos de futebol do interior de Videira, marcaram época, tempo de futebol raiz, como costuma-se dizer atualmente. Nem tudo era maravilha, nem todos eram craques, mas emoção e rivalidade não faltavam.

Ipiranga de Sede Etelvina, foi campeão, em 2009 – Recorte jornal Folha

Se pedir para cada torcedor, ele vai lembrar, de uma final, de um jogo, de um fato. E sempre o título que seu time conquistou foi o mais importante. Várias temporadas houve disputas épicas e que com certeza, ficarão registradas na memória.

  • A 1ª edição do Municipal de Futebol do Interior de Videira aconteceu em 1994, quando o Monte Alto de Aparecida levantou o caneco, ao derrotar o Juventude do Rio Tigre;
  • A última edição foi disputada, em 2011, quando o Ipiranga de Sede Etelvina, ficou com o título.
Em 96 e 97, o título ficou com o Juventude do Rio Tigre

Muitas histórias de confusões, brigas, episódios envolvendo arbitragem, dirigentes, torcida, enfim, mas também relatos de bom futebol, bons jogadores. Tempos estes, que as praças esportivas do interior, eram utilizadas, e inclusive para dois jogos. Existia a categoria aspirantes (segundinho) e principal.

Atlético Vista Alegre: bicampeão consecutivo, em 2007 e 2008. Voltou a vencer, em 2010
Em 2009, o Ipiranga sagrou-se campeão do Interior

O breve levantamento feito pelo La Pelota, ainda não está concluído e nem com 100% de certeza, mas segue um breve histórico dos campeões do Interior de Videira.

O saudosismo bate, a esperança de um retorno, para muitos, também. Mas precisamos ser realistas, que os tempos mudaram e as exigências agora já são outras (campos cercados, por exemplo, dificuldade em montar duas equipes, campos abandonados e por aí vai).

  • Detalhe: Existe um TAC do Ministério Público, proibindo a realização da competição no interior, em virtude dos últimos fatos ocorridos.

Deixando tudo isso de lado, ficaria feliz pelo retorno, pelo simples fato, de as praças esportivas do interior, voltarem a serem mais utilizadas. É difícil, sei que é, mas não é proibido sonhar!

Encerro este texto, citando trechos da música “Ainda existe um lugar de Wilson Paim“:

Venha sentir a paz que existe aqui no campo
O ar é puro e a violência não chegou
O céu bem limpo e muito verde pela frente
E os passarinhos cantam hinos no pomar
O chimarrão tem um sabor de esperança
E a criança traz um futuro no olhar…

…Aqui a verdade ainda reside em cada alma
Se aperta firme quando alguém estende-lhe a mão
Se dá exemplo de amor, fraternidade
Aos na cidade que não sabem pra aonde vão

Os campeões do Interior, enfrentavam o campeão da cidade, para definir o grande campeão de Videira na temporada!

Fotos: Divulgação Jornais e Pardal (A enciclopédia)
Texto: Gillian Olivo, com colaboração de Marciel Tascheck

VEJA TAMBÉM
COMENTÁRIOS
Carregando