Mancha de Vinho, a fiel torcida do VEC

O VEC era a alegria do torcedor videirense, apaixonado por futebol

A torcida organizada Mancha de Vinho sempre apoiava o Videira Esporte Clube nos jogos, tanto no Estádio Municipal Luiz Leoni, como também nas partidas fora de casa.

O VEC existiu de 2006 a 2010, quando encerrou suas atividades. A principal conquista foi o título do turno da divisão de acesso em 2006 e o vice campeonato geral, daquela temporada.

A pergunta que sempre fica: Será que teremos o retorno do VEC?

Em pé: Alemão Scheid, Beto Fronner (treinador), Doutor Jorginho, Márcio, Mauri Júnior. Adilson, Eraldo, Dhioni, Anderson Sefrin, Luciano Sobrosa (capitão), Doutor Anderson Caon (médico), Tupi (preparador físico).

Agachados: Gilberto A. Marques (diretor), Dejair Pereira (Nenê), Fabinho, Rafael Bettini, Washington, Ge, Edson, Everaldo e massagista

2007: VEC na Divisão Especial

Na Divisão Especial de 2007, que garantia uma das duas vagas para a Divisão Principal de 2008, o VEC jogou contra as equipes do Joinville, Camboriuense e Próspera, porém não conquistou nenhuma vitória.

Segundo informações, a Divisão de Acesso, sempre garantia vaga direto para a Divisão Principal, porém neste ano, como grandes do futebol catarinense (Joinville e Próspera) caíram, criou-se este quadrangular (“mini virada de mesa”).

2010: A última temporada do VEC

Segundo relatos, equipe fechou as portas em 2010, com pendências na Federação Catarinense de Futebol.

De positivo da temporada 2009 e 2010, foram as passagens do lateral direito Rodinei e do zagueiro Alemão, que anos mais tarde ganhariam destaque no cenário brasileiro e até internacional.

  • Foto: Arquivo Boteco do Pardal
VEJA TAMBÉM
COMENTÁRIOS
Carregando