Coluna de Opinião: O Campo do Avaí Sumiu…

Projeto Verão Saúde, em Videira
17/01/2017
Kindermann anuncia retorno ao futebol feminino
18/01/2017

Coluna de Opinião: O Campo do Avaí Sumiu…

Campo do Avaí sumiu…

Não há como não falar do Clube Avaí de Rio das Antas, sem não ao menos citar, o gramado do campo, que durante anos foi muito bem cuidado por Konibeldo Oelke (o popular Koni). Além é claro da centenária árvore de angico, que está no local, antes mesmo da existência do campo de futebol. Ao lado do campo, passa o Rio das Antas, o qual carinhosamente dá nome ao município.

Este parágrafo é de um texto escrito em 2015, quando destacávamos os 73 anos do Avaí de Rio das Antas, o segundo time mais antigo do meio oeste catarinense. Agora prestes a completar 75 anos no mês de maio, o texto seria e será diferente. O gramado outrora elogiado e venerado por esportistas ou simplesmente admirado por quem cruzava a SC que passa ao lado do campo, já não causa admiração e sim espanto.

E antes de qualquer coisa, especialmente quando se fala de municípios pequenos, que não se misture política, aqui a erva daninha é outra. O Avaí é uma entidade aparte do município, embora atualmente de forma cortês esteja cedendo suas instalações sociais para servir de colégio a estudantes da rede pública municipal, “recebendo por isso”. Minha intenção aqui é destacar apenas o excelente gramado, que já existiu neste campo é que agora lamentavelmente deixa a todos horrorizado.

O melhor campo da região, em termos de gramado, passa por dias difíceis, e não é nem de longe a imagem que estávamos acostumados a ver. Gramado misturado com diversas ervas daninhas, alto, que deixa claro o seu não corte a meses, alambrados servindo de suporte para a vegetação, e seus arredores tomados pelo mato. Prestes a comemorar as bodas de brilhante, o Avaí, não traja seu terno mais bonito para a ocasião, mas sim vive dias de maltrapilho, motivo que nos deixa tristes, afinal aprendemos por admiração, a amar esta associação. Especialmente aquele campo, que parecia um pouco de todos nós, adorávamos contemplar sua beleza, agora, odiamos ver sua real situação.

O Avaí é grande, e veremos este campo belo novamente, esta é a nossa esperança, para que a bola volte a rolar com beleza e suavidade que estávamos acostumados, ou simplesmente para contemplarmos seu esplendor, que mesmo em dias sem jogos era motivo de felicidade. Arruma-te Sociedade Recreativa Beneficente Avaí, tens uma festa pela frente, os que te amam querem comemorar contigo, mas tua casa não está receptiva.

Por: Marciel Tascheck

Deixe seu comentário
Compartilhe!
Comercio Zanella 728×90
Ronaldo Piscinas